sábado, 26 de novembro de 2016

A.D.E (SYNTHOL)

O que é A.D.E ?

Primeiramente saiba que o óleo mineral ADE não é considerado um anabolizante.

Ele é um complexo vitamínico composto pelas vitaminas A,D e E de uso veterinário, usados para tratar geralmente bovinos e equinos com carência de vitaminas.

Como reage no corpo humano?

O corpo humano não consegue absorver esse óleo de forma imediata (leva-se meses ou anos dependendo da quantidade) e isso causa alguns transtornos bem sérios para a saúde.

Depois de aplicado o óleo forma um abscesso (uma espécie de bolsa) entre os feixes musculares gerando inflamação, e essa inflamação se não tratada pode vir a gerar uma infecção, que provoca a destruição dos tecidos musculados (Fibrose) que pode levar a pessoa a amputação do membro ou à óbito.

A aplicação de óleo mineral é a pior coisa que uma pessoa pode fazer, pois além do fator principal que é trazer sérios riscos a saúde, ele ainda deixa o corpo de quem usa, em um aspecto bem anormal ou bem dizer bizarro, muito fora dos padrões do que os atletas e amantes da musculação almejam.


Leia Mais ››

terça-feira, 22 de novembro de 2016

O BASICO SOBRE FIBRAS MUSCULARES


As fibras musculares são divididas em dois tipos:
  • Tipo 1 - Fibras Vermelhas
  • Tipo 2 - Fibras Brancas

Fibras Vermelhas: São de contração lenta, com maior capacidade oxidativa e facilidade em obter ATP através de vias aeróbias.

Fibras Brancas: São fibras de contrações rápidas. Possuem alta atividade da enzima ATPase, assim, o ciclo de contração e relaxamento se repete mais vezes dentro de um dado período de tempo, o que lhe fornece maior capacidade de gerar força e velocidade, mas leva a um esgotamento de energia mais rápido.

OBS: Devido as fibras de contração rápida se esgotarem energicamente mais rápido, é recomendado fazer uma execução concentrada nos exercícios de hipertrofia muscular, para que haja um fadigamento dos dois tipos de fibras.


Leia Mais ››

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Os 5 Maiores Campeões do Mr. Olympia

RONNIE COLEMAN
8 TÍTULOS


1998 - 1999 - 2000 - 2001 - 2002 - 2003 - 2004 - 2005

LEE HANEY
8 TÍTULOS


1984 - 1985 - 1986 - 1987 - 1988 - 1989 - 1990 - 1991

ARNOLD SCHWARZENEGGER
7 TÍTULOS


1970 - 1971 - 1972 - 1973 - 1974 - 1975 - 1980

--> --> -->

DORIAN YATES
6 TÍTULOS


1992 - 1993 - 1994 - 1995 - 1996 - 1997

JAY CUTLER
4 TÍTULOS


2006 - 2007 - 2009 - 2010

Bom Treino.
Equipe Treinar no Limite!
Leia Mais ››

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Levantamento Terra


Muitas pessoas têm dúvidas sobre como se fazer corretamente o levantamento terra, então fizemos este post para explicar mais detalhadamente como executar-ló de forma correta.


Músculos Trabalhados:
Primário: Eretor da espinha, glúteos, músculos posteriores da coxa.
Secundários: Trapézio, latíssimo do dorso, quadríceps e antebraços.

Execução:
1- Faça uma pegada com afastamento igual à largura dos ombros e com o dorso das mãos voltado para cima; braços estendidos e na posição agachada, dobrando joelhos e quadris.
2- Mantenha a coluna vertebral reta e os cotovelos bloqueados, fique de pé, ereto, levantando a barra até o nível dos quadris.
3- Lentamente, abaixe a barra até o chão.

Postura durante o exercício
Espaçamento das mãos: As mãos devem ficar com espaçamento igual à largura dos ombros, de modo que os braços fiquem pendendo verticalmente e as mãos se movimentando ao longo da parte externa das coxas.

Pegada: Uma pegada do tipo para cima-para baixo (com uma palma da mão voltada para a frente e a outra voltada para trás) impede o rolamento da barra.

Postura: Posicione os pés diretamente abaixo dos quadris, com os dedos apontando diretamente para a frente.

Trajetória: A barra deve deslocar-se diretamente para cima e para baixo, junto ao corpo.

Amplitude de movimento: O haltere é levantado do chão até a parte superior das coxas, com os braços estendidos e os cotovelos mantidos bloqueados. Durante este movimento, os músculos eretores da espinha trabalham na estabilização e retificação da coluna vertebral, enquanto os músculos gléteos e os músculos posteriores da coxa geram extensão do quadril. Mantenha a coluna vertebral reta ao longo de todo o movimento; não arredonde a região lombar para a frente, e nem estenda a coluna vertebral demasiadamente para trás.

FONTE: Anatomia da musculação

Bom Treino!
Equipe Treinar no Limite.
Leia Mais ››

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Dicas para executar os exercícios de bíceps com o máximo de perfeição - Parte 1


 A maioria das pessoas que treinam, sonham em ter um bíceps grande e bem definido, mas encontram dificuldades para tal feito. Isso acontece na maioria das vezes por elas fazerem o exercício de maneira incorreta.

 Por isso, nete post vamos mostar como fazer os principais exercícios de bíceps de forma correta ou roubando de uma forma mais certa.

ROSCA DIRETA

Musculos Envolvidos:
Prímario       - Bíceps.
Secundários - Braquial, braquiorradial, destoide anterior e antebraço.


Execução:
1- Segure a barra com os braços estendidos, pegada com afastamento igual a distância entre os ombros e com o dorso das mãos voltado para baixo.
2- Leve a barra até o nível dos ombros flexionando os cotovelos.
3- Abaixe a barra de volta a posição inicial, com os braços estendidos.

Dicas:
- Uma pegada mais aberta concentra esforço na região interna do bíceps.
- Uma pegada mais fechada concentra esforço na região externa do bíceps.
- A barra deve se mover para cima e para baixo em um arco próximo ao corpo.
- A interrupção do movimento alguns graus antes da completa extensão dos cotovelos, mantém tensão no bíceps durante a descida da barra.
- Mantenha o corpo ereto e a coluna vertebral reta.
- Fisiculturistas utilizam o método "ROUBANDO" no lançamento do peso para cima. Usa-se a inclinação do torso para isso. Uma leve inclinação para frente facilita a fase inicial da flexão de braços(subida do peso). Uma leve inclinação pra trás ajuda a completar a fase final da repetição.

ROSCA ALTERNADA

Músculos envolvidos:
Primário       - Bíceps
Secundários - Braquial, braquiorradial, deltoide anterior e antebraço.


Execução:
1- Segure um par de halteres com os braços estendidos, um de cada lado do corpo, apontando para a frente.(polegares para frente)
2- Movimentando um braço de cada vez, movimente o haltere pra cima, na direção do ombro, girando a mão de modo qua a palma fique voltada para cima.
3- Abaixe o haltere e repita com o outro braço.

A rosca alternada pode ser feita em pé ou sentada.

Dicas:
- Para que a contração do bíceps seja maximizada, supine a mão (palma voltada para cima) quando o haltere é levantado.
- Em vez de agarrar o haltere no meio da barra, deslize a palma da mão de modo que o polegar fique repousado contra o lado interno do disco do haltere. Essa mudança de pegada aumenta a carga sobre o bíceps durante a supinação, ativando mais fibras musculares durante a rotação do haltere.
- Mantenha o torso na vertical, com a coluna vertebral reta.
- Frequentemente poderá utilizar uma leve inclinação do torso como método de impulso (trapaça, roubo) no lançamento do peso para cima com a ajuda do movimento.

ROSCA SCOTT

Músculos envolvidos:
Primário     - Bíceps
Secundário - Braquial, braquiorradial e antebraço


Execução:
1- Sente-se com os braços repousando no banco Scott e faça a pegada na barra com o dorso das mãos voltado para baixo e na mesma distância dos ombros, braços retos, voltados para fora.
2- Flexionando os cotovelos, movimente a barra na direção dos ombros.
3- Abaixe o peso de volta a posição com os braços estendidos.

A Rosca Scott pode ser feita com halteres ao ínves da barra. Você vai executar o exercício com um braço de cada vez.

Dicas:
- A pegada aberta concentra o esforço na parte interna do bíceps.
- A pegada fechada concentra o esforço na parte externa do bíceps.
- O ângulo inclinado do banco Scott faz com que a resistência máxima seja no início do exercício, o esforço fica na seção inferior do bíceps, perto do cotovelo.
- O repouso dos braços no banco impede o movimento dos ombros e com isso ajuda a isolar o bíceps no exercício.
- Ajuste a altura do assento, de modo que a axila fique confortavelmente contra a margem superior da almofada.

Bom Treino!
Equipe Treinar no Limite.
Leia Mais ››

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Exercícios Abdominais


Abdominal no chão
Execução:
Você deve deitar de costas pro chão, com os joelhos dobrados e os pés firmados no chão. Você poderá posicionar as mãos atrás do pescoço ou mantê-las a frente.


Trabalha os músculos abdominais superiores.


Abdominal grupado
Execução:
1- Deite-se de costas no chão, com os quadris dobrados a 90º e as mãos atrás da cabeça.
2- Eleve os ombros do chão, comprimindo o peito para a frente e mantendo a região lombar em contato com o chão.
3- Abaixe os ombros de volta à posição inicial.


Trabalha os músculos abdominais superiores e os oblíquos.

Elevação de perna na barra fixa
1- Pendure-se com as mãos em uma barra fixa, com as pernas livres.
2- Levante simultaneamente os joelhos, ligeiramente dobrados, na direção do peito.
3- Abaixe lentamente as pernas de volta à posição inicial, sem balançar.


Trabalha o reto do abdome, oblíquose e flexores do quadril.

Elevação de joelhos
Execução:
1- Sente-se na extremidade de um banco horizontal, com as pernas pendendo e os joelhos ligeiramente dobrados, e agarre o banco atrás de você.
2- Levante os joelhos na direção do peito, mantendo as pernas juntas.
3- Abaixe as pernas, até que os calcanhares praticamente toquem o chão.


Trabalha o reto do abdome, oblíquos e flexores do quadril.


Elevação de pernas
Execução:
1- Deite-se em um banco horizontal, posicione os pés de modo a fazer 90º com os joelhos e quadris e agarre o banco atrás da cabeça para apoio.
2- Levante a pelve (afastando-a do banco) até que os pés apontem para o teto.
3- Abaixe as pernas de volta para a posição inicial.


Trabalha o reto do abdome, oblíquos e flexores do quadril (iliopsoas, reto femoral).

Rotação sentado
Execução:
1- Sente-se na ponta de um banco, pés planos no chão e separados confortávelmente. Coloque uma barra por trás dos ombros e segure-a.
2- Mantendo a cabeça parada e sem levantar a pelve do banco, gire o tronco e os ombros em uma direção o máximo possível. Segure na posição de rotação máxima, depois gire completamente na outra direção, mantendo o movimento sob total controle e não balançando.

Trabalha os oblíquos.

Bom Treino!
Equipe Treinar no Limite.



Leia Mais ››